Hiperatividade

Definição

Hiperatividade é um estado com aumento dos movimentos, impulsividade, dificuldade de concentração e distração.

Nomes alternativos

Atividade - aumento; Comportamento hipercinético

Considerações

O comportamento hiperativo geralmente se refere a um grupo de características, incluindo atividade constante, ser facilmente distraído, impulsividade, incapacidade de se concentrar, agressividade e comportamentos semelhantes.

Comportamentos típicos podem incluir:

A hiperatividade não é determinada facilmente, porque muitas vezes depende da tolerância do observador. Um comportamento que parece excessivo para um observador pode não parecer excessivo para outro. Contudo, certas crianças, quando comparadas a outras, são claramente muito mais ativas, o que pode se tornar um problema caso isso interfira nas atividades escolares ou em fazer amigos.

A hiperatividade muitas vezes é um problema para a escola e para pais do que para a própria criança. Contudo, muitas crianças hiperativas são infelizes ou até mesmo deprimidas. O comportamento hiperativo pode tornar uma criança alvo de bullying ou dificultar sua conexão com outras crianças. As atividades escolares podem ser mais difíceis e as crianças hiperativas são frequentemente punidas por seu comportamento.

O comportamento hipercinético (movimentação excessiva) muitas vezes diminui com o crescimento da criança e pode desaparecer inteiramente na adolescência.

Causas

Condições que levam a hiperatividade incluem:

Cuidados em casa

Uma criança que é normalmente muito ativa muitas vezes responde bem a orientações específicas e a um programa de atividade física regular. No entanto, uma criança com TDAH tem dificuldade de seguir instruções e de controlar impulsos.

Quando contatar um profissional de saúde

Entre em contato com o seu médico se:

O que esperar da consulta médica

O médico fará um exame físico e perguntará sobre os sintomas e o histórico médico do seu filho. Exemplos de perguntas incluem se o comportamento é novo, se seu filho sempre foi muito ativo e se o comportamento está piorando.

O médico pode recomendar uma avaliação psicológica completa. Ele poderá ainda analisar os ambientes doméstico e escolar.

Referências

Bostic JQ, Prince JB, Buxton DC. Child and adolescent psychiatric disorders. In: Stern TA, Fava M, Wilens TE, Rosenbaum JF, eds. Massachusetts General Hospital Comprehensive Clinical Psychiatry. 2nd ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2016:chap 69.

Walter HJ, DeMaso DR. Assessment and interviewing. In: Kliegman RM, Stanton BF, St. Geme JW, Schor NF, eds. Nelson Textbook of Pediatrics. 20th ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2016:chap 20.


Data da revisão: 5/20/2018
Revisão feita por: Neil K. Kaneshiro, MD, MHA, Clinical Professor of Pediatrics, University of Washington School of Medicine, Seattle, WA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com