Perda de cabelo

Definição

A perda parcial ou completa de cabelo é chamada de alopecia.

Nomes alternativos

Perda de cabelo; Alopecia; Calvície; Eflúvio telógeno

Considerações

A perda de cabelo geralmente se desenvolve gradativamente e pode ser irregular ou por completo (difusa). Você perde cerca de cem fios de cabelo por dia. Em média, o couro cabeludo contém 100.000 fios de cabelo.

Causas

HEREDITARIEDADE

O cabelo de homens e mulheres tende a afinar e perder o volume com a idade. A calvície nem sempre é causada por uma doença. Ela está relacionada a idade e hereditariedade e a alterações na testosterona. A calvície hereditária afeta mais os homens do que as mulheres. A calvície de padrão masculino pode ocorrer em qualquer momento após a puberdade. Cerca de 80% dos homens apresentam calvície masculina aos 80 anos de idade.

ESTRESSE FÍSICO OU EMOCIONAL

Um estresse físico ou emocional repentino pode causar a queda de metade ou três quartos do cabelo. Essa condição é chamada de eflúvio telógeno. Você perceberá a queda de tufos de cabelo quando lavar, pentear ou passar as mãos pelo cabelo. Isso pode ocorrer durante um período que vai de semanas a meses após o episódio de estresse. A queda de cabelo diminui depois de seis a oito meses. O eflúvio telógeno geralmente é temporário, mas pode ser crônico.

As causas dessa condição incluem:

Algumas mulheres na faixa dos 30 aos 60 anos podem notar uma perda de volume no cabelo que afeta todo o couro cabeludo. A perda de cabelo pode ser mais intensa no começo e diminuir gradativamente ou parar. Não existe uma causa conhecida para esse tipo de perda de cabelo.

OUTRAS CAUSAS

Outras possíveis causas da perda de cabelo, principalmente se ela apresentar um padrão incomum, incluem:

Cuidados em casa

A perda de cabelo na menopausa ou após o parto geralmente desaparece depois de seis meses a dois anos.

No caso de perda de cabelo devido a uma doença (como febre), radioterapia, uso de medicamentos ou outras causas, nenhum tratamento é necessário. O cabelo geralmente volta a crescer quando a doença passa ou quando o tratamento é encerrado. Você pode usar uma peruca, um chapéu ou outra cobertura até que o cabelo cresça novamente.

Apliques de cabelo ou mudanças no corte do cabelo podem disfarçar a perda de cabelo. Essa costuma ser a abordagem mais econômica e segura para a perda de cabelo. Os apliques não devem ser suturados no couro cabeludo devido ao risco de cicatrizes e infecções.

Quando contatar um profissional de saúde

Entre em contato com o seu médico se:

O que esperar da consulta médica

Um histórico médico cuidadoso e um exame do cabelo e do couro cabeludo costumam ser suficientes para diagnosticar a causa da perda de cabelo.

Seu médico fará perguntas detalhadas, incluindo:

Os exames que podem ser realizados (mas são raramente necessários) incluem:

Tinea no couro cabeludo pode exigir o uso de medicamentos orais ou xampus contendo antifúngico. Os cremes e as loções aplicados na área afetada podem não penetrar nos folículos capilares para matar os fungos.

Seu médico pode aconselhá-lo a usar uma solução aplicada no couro cabeludo para estimular o crescimento do cabelo. Outros medicamentos, como hormônios, podem ser prescritos para diminuir a queda de cabelo e promover o crescimento do cabelo. Medicamentos como finasterida podem ser tomadas pelos homens para diminuir a queda de cabelo e estimular o crescimento de cabelo.

Se você tem deficiência específica de alguma vitamina, seu médico provavelmente recomendará que você tome um suplemento.

Transplante capilar também pode ser recomendado.

Referências

Habif TP. Hair diseases. In: Habif TP, ed. Clinical Dermatology: A Color Guide to Diagnosis and Therapy. 6th ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2016:chap 24.

Hordinsky MK. Current treatments for alopecia areata. J Investig Dermatol Symp Proc. 2015;17(2):44-46. PMID: 26551946 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26551946.

Tosti A. Diseases of hair and nails. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman-Cecil Medicine. 25th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 442.


Data da revisão: 4/14/2017
Revisão feita por: Kevin Berman, MD, PhD, Atlanta Center for Dermatologic Disease, Atlanta, GA. Review provided by VeriMed Healthcare Network. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com