Ardência nos olhos - coceira e secreção

Definição

Neste artigo, o termo ardência nos olhos com secreção se refere à sensação de ardor ou coceira com secreção ocular de qualquer substância que não seja lágrima.

Nomes alternativos

Prurido - ardor nos olhos; Ardor nos olhos

Causas

Causas incluem:

Cuidados em casa

Aplicar compressas frias pode ajudar a aliviar a coceira.

Se houver crostas, amoleça-as com compressas mornas. Lavar as pálpebras suavemente com xampu para bebê em um cotonete pode ajudar a remover as crostas.

Lágrimas artificiais usadas 4 a 6 vezes por dia também podem aliviar os sintomas de irritação e ardência, principalmente em casos de olhos ressecados.

Se você tem alergias, tente evitar a causa (por exemplo, animais de estimação, pó, cosméticos). O seu médico poderá prescrever colírio contendo anti-histamínico.

Conjuntivite viral causa vermelhidão nos olhos ou manchas de sangue e lágrimas excessivas. A conjuntivite dura cerca de 10 dias e pode ser altamente contagiosa durante os primeiros dias de infecção. Se você suspeitar de conjuntivite:

Quando contatar um profissional de saúde

Entre em contato com seu médico se:

O que esperar da consulta médica

O médico fará perguntas sobre o seu histórico médico e realizará um exame físico.

Perguntas podem incluir:

O exame físico pode incluir uma verificação de:

Dependendo da causa, o sue médico poderá prescrever diferentes tratamentos, por exemplo:

Siga o tratamento exatamente conforme orientação médica. Os sintomas devem melhorar gradualmente no prazo de 1 a 2 semanas, a menos que haja um problema crônico, como xeroftalmia (secura dos olhos).

Referências

Bhatt U, Lagnado R, Dua HS. Follicular conjunctivitis. In: Tasman W, Jaeger EA, eds. Duane's Ophthalmology. 2013 ed. Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins; 2013:vol 4;chap 7.

Dupre AA, Wightman JM. Red and painful eye. In: Walls RM, Hockberger RS, Gausche-Hill M, eds. Rosen's Emergency Medicine: Concepts and Clinical Practice. 9th ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2018:chap 19.

Rubenstein JB, Tannan A. Allergic conjunctivitis. In: Yanoff M, Duker JS, eds. Ophthalmology. 4th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2014:chap 4.7.

Rubenstein JB, Tannan A. Conjunctivitis: infectious and noninfectious. In: Yanoff M, Duker JS, eds. Ophthalmology. 4th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2014:chap 4.6.

Snyder RW, Slade DS. Antibiotic therapy for ocular infection. In: Tasman W, Jaeger EA, eds. Duane's Ophthalmology. 2013 ed. Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins; 2013:vol 4;chap 26.

Yanoff M, Cameron JD. Diseases of the visual system. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman-Cecil Medicine. 25th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 423.


Data da revisão: 12/2/2017
Revisão feita por: Franklin W. Lusby, MD, ophthalmologist, Lusby Vision Institute, La Jolla, CA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com