Conjuntivite alérgica

Definição

A conjuntiva é a camada clara de tecido que reveste as pálpebras e a parte branca do olho. A conjuntivite alérgica ocorre quando há inflamação da conjuntiva devida a uma reação ao pólen, ao pelo de animais, ao mofo ou a outras substâncias desencadeadoras de alergia.

Nomes alternativos

Conjuntivite - alérgica sazonal / perene; Ceratoconjuntivite atópica; Conjuntivite - alérgica

Causas

Quando seus olhos são expostos a uma substância à qual você é alérgico, uma substância chamada histamina é liberada, com dilatação dos vasos sanguíneos na conjuntiva. Pode haver desenvolvimento rápido de vermelhidão, coceira e lacrimejamento.

Os polens que causam sintomas variam de pessoa para pessoa e de região para região. Os polens minúsculos e difíceis de ver que podem causar sintomas de alergia incluem gramíneas, tasneira e árvores. Eles podem também causar rinite alérgica.

A quantidade de pólen no ar pode afetar como você vai desenvolver sintomas. Há mais probabilidade de haver maiores quantidades de pólen no ar em dias quentes, secos e com vento. Em dias frios, úmidos e chuvosos a maior parte de pólen é lavada com a água para o solo.

Alergias tendem a ocorrer em famílias. É difícil saber exatamente quantas pessoas têm alergias. Muitas condições diferentes são frequentemente agrupadas sob o termo alergia, mesmo quando os mecanismos que desencadeiam as reações não são os de uma alergia verdadeira.

Sintomas

Os sintomas podem ser sazonais e podem incluir:

Sinais e exames

Seu médico pode pesquisar pelo seguinte:

Um teste para alergia poderá identificar substâncias que desencadeiam os seus sintomas.

Tratamento

O melhor tratamento é evitar o que causa os sintomas da alergia. Desencadeadores comuns incluem poeira, mofo e pólen.

Algumas medidas que ajudam a diminuir os sintomas incluem:

Se as medidas acima não ajudarem, o seu médico poderá prescrever outros tratamentos como colírios contendo anti-histamínicos e colírios que diminuem a inflamação.

Colírios contendo corticosteroides podem ser prescritos para reações mais graves. Você também pode usar colírios que impedem determinados glóbulos brancos, chamados mastócitos, de liberar histamina. Esse colírio é usado juntamente com anti-histamínico. Esses medicamentos funcionam melhor se você tomá-los antes de entrar em contato com o alérgeno.

Expectativas (prognóstico)

O tratamento geralmente alivia os sintomas, mas eles podem voltar se você continuar a se expor ao alérgeno.

Edema crônico do revestimento externo dos olhos, chamado conjuntivite vernal, poderá ocorrer em pessoas com asma ou alergia crônica. A conjuntivite vernal ocorre mais frequentemente em jovens do sexo masculino, principalmente durante a primavera e o verão.

Complicações

Não há complicações graves.

Quando contatar um profissional de saúde

Marque uma consulta com seu médico se:

Referências

Rubenstein JB, Tannan A. Allergic conjunctivitis. In: Yanoff M, Duker JS, eds. Ophthalmology. 4th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2014:chap 4.7.

Stock EL, Meisler DM. Vernal keratoconjunctivitis. In: Tasman W, Jaeger EA, eds. Duane's Ophthalmology. Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins; 2013:vol 4;chap 9.


Data da revisão: 8/20/2016
Revisão feita por: Franklin W. Lusby, MD, ophthalmologist, Lusby Vision Institute, La Jolla, CA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Isla Ogilvie, PhD, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com