Endometriose

Definição

Endometriose é uma condição na qual o tecido de revestimento da parede interna do útero (endométrio) cresce em outras regiões do corpo, podendo causar dor, sangramento entre as menstruações e dificuldade para engravidar (infertilidade).

Nomes alternativos

Dor pélvica - endometriose; Endometrioma

Causas

Todo mês, os ovários produzem hormônios que estimulam o crescimento e o espessamento das células da camada de revestimento do útero. Estas células são expelidas juntamente com sangue e outros tecidos através da vagina durante a menstruação.

A endometriose ocorre quando essas células crescem fora do útero, em outros locais do corpo. Locais onde ocorre fixação desse tecido mais frequentemente incluem:

Esses crescimentos permanecem em seu corpo e, assim como as células do revestimento do útero, eles reagem aos hormônios ovarianos, com crescimento e sangramento quando você fica menstruada. Com o tempo, pode haver acúmulo de tecido e sangue, levando a dor e outros sintomas.

A causa da endometriose é desconhecida, mas existem diversas teorias. Uma delas afirma que as células endometriais liberadas durante a menstruação podem regurgitar através das trompas de Falópio para dentro da pelve. Elas, então, são implantadas e crescem na cavidade pélvica ou abdominal. No entanto, esse processo ocorre em muitas mulheres sem endometriose. Pesquisadores acreditam que o sistema imunológico das mulheres que desenvolvem endometriose pode desempenhar um papel no desenvolvimento dessa doença.

A endometriose é um problema comum. Às vezes, ela pode ser passada para as gerações seguintes de uma mesma família. Embora, normalmente, a endometriose seja diagnosticada entre 25 e 35 anos, a doença provavelmente começa quando a menstruação regular inicia.

Fatores de risco incluem:

Sintomas

A dor é o principal sintoma das mulheres com endometriose. Pode incluir:

Em muitos casos, não há sintomas. Na realidade, algumas mulheres com casos graves de endometriose nunca sentem dor, enquanto outras com endometriose leve sentem dor intensa.

Sinais e exames

O seu médico realizará um exame físico, incluindo um exame pélvico. Alguns exames podem ser realizados para ajudar a diagnosticar a endometriose:

Tratamento

Aprender a gerenciar seus sintomas pode facilitar sua convivência com a endometriose.

O tipo de tratamento dependerá:

Existem diferentes opções de tratamento.

ANALGÉSICOS

Se você tiver sintomas leves, o controle das cólicas e dores poderá ser realizado com:

Nunca tome medicamentos sem antes consultar o seu médico.

TERAPIA HORMONAL

Estes medicamentos podem impedir que a endometriose se agrave. Eles podem ser administrados como comprimidos, spray nasal ou injeções. Apenas mulheres que não estão tentando engravidar devem fazer esta terapia. A terapia hormonal irá impedi-la de engravidar. Depois de parar os medicamentos, você poderá engravidar novamente.

Tomar pílulas anticoncepcionais por 6 a 9 meses continuamente alivia a maioria dos sintomas. No entanto, esse tratamento não trata nenhum dano que já tenha ocorrido.

Comprimidos ou injeções de progesterona ajudam a diminuir o tamanho das lesões. Os efeitos colaterais podem incluir ganho de peso e depressão.

Medicamentos agonistas de gonadotrofinas impedem os seus ovários de produzirem o hormônio estrogênio, causando um estado semelhante à menopausa. Os efeitos colaterais incluem ondas de calor, secura vaginal e alterações de humor. O tratamento é muitas vezes limitado a 6 meses porque pode causar enfraquecimento dos ossos. O seu médico pode administrar pequenas doses de hormônio para aliviar os sintomas durante o tratamento. Isso também ajuda a proteger contra a perda óssea, sem desencadear o crescimento da endometriose.

CIRURGIA

Seu médico pode recomendar cirurgia se você tiver dor intensa que não melhora com outros tratamentos.

Expectativas (prognóstico)

A terapia hormonal e a laparoscopia pélvica não curam a endometriose. Entretanto, elas podem aliviar os sintomas de modo parcial ou completo em muitas pacientes por vários anos.

Retirar o útero (histerectomia), os dois ovários e as trompas de Falópio é a melhor chance de cura da endometriose.

A endometriose geralmente não causa sintomas após a menopausa.

Complicações

A endometriose pode causar dificuldades para engravidar. No entanto, a maioria das mulheres com sintomas leves consegue engravidar. Laparoscopia para remoção de crescimentos e tecido cicatricial pode aumentar suas chances de engravidar. Você pode considerar ainda outros tratamentos para infertilidade.

Outras possíveis complicações da endometriose incluem:

Outras complicações são raras. Em alguns casos, os implantes da endometriose podem causar obstruções no trato gastrointestinal ou urinário.

Muito raramente, um câncer pode se desenvolver nas áreas de endometriose após a menopausa.

Quando contatar um profissional de saúde

Entre em contato com o seu médico se:

Considere a possibilidade de fazer exames de detecção precoce de endometriose se sua mãe ou irmã tiverem sido diagnosticadas com endometriose ou se você não conseguir engravidar após um ano de tentativas.

Prevenção

As pílulas anticoncepcionais podem ajudar a impedir ou retardar o desenvolvimento da doença. Pílulas anticoncepcionais usadas como tratamento para endometriose funcionam melhor quando tomadas de forma contínua. Elas podem ser usadas para mulheres jovens no final da adolescência ou início dos 20 anos com dor durante a menstruação que pode ser devida à endometriose.

Referências

Advincula A, Truong M, Lobo RA. Endometriosis: etiology, pathology, diagnosis, management. In: Lobo RA, Gershenson DM, Lentz GM, Valea FA, eds. Comprehensive Gynecology. 7th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Mosby; 2017:chap 19.

Burney RO, Giudice LC. Endometriosis. In: Jameson JL, De Groot LJ, de Kretser DM, et al, eds. Endocrinology: Adult and Pediatric.7th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 130.

Olive DL. Endometriosis. In: Kellerman RD, Bope ET, eds. Conn's Current Therapy 2018. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2018:1096-1099. 


Data da revisão: 2/13/2018
Revisão feita por: John D. Jacobson, MD, Professor of Obstetrics and Gynecology, Loma Linda University School of Medicine, Loma Linda Center for Fertility, Loma Linda, CA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com