Herpes genital

Definição

O herpes genital é uma infecção viral transmitida sexualmente causada pelo vírus do herpes simples (HSV).

Este artigo tem como foco a infecção pelo HSV tipo 2.

Nomes alternativos

Herpes - genital; Herpes - simples - genital; Herpes-vírus 2; HSV-2

Causas

O herpes genital afeta a pele ou as membranas mucosas dos genitais. O vírus é transmitido de uma pessoa a outra através de contato sexual.

Há dois tipos de HSV:

Você pode se infectar com herpes quando a pele, a vagina, o pênis ou a boca entrarem em contato com os de uma pessoa que já tenha herpes.

O herpes é mais comumente transmitido pelo contato com a pele de uma pessoa infectada que tem lesões visíveis, bolhas ou erupções, mas você também pode contrair herpes mesmo quando não há sintomas. Em alguns casos, a pessoa não sabe que está infectada.

As infecções genitais por HSV-2 são mais comuns em mulheres.

Sintomas

Muitas pessoas com infecção por HSV-2 nunca têm lesões, ou apresentam sintomas muito moderados que nem se notam ou se confundem com mordidas de insetos ou outro problema de pele.

Se ocorrerem sinais e sintomas durante a primeira crise, eles podem ser muito graves. A primeira crise normalmente acontece dentro de 2 semanas após a infecção.

Os sistemas generalizados ou do corpo inteiro (sistêmicos) podem incluir:

Os sintomas genitais incluem a aparição de pequenas bolhas doloridas cheias de fluido transparente ou cor de palha. As lesões podem ser encontradas:

Antes que as bolhas apareçam, a pessoa pode sentir a pele formigando, queimação, coceira ou pode sentir dor no local onde as bolhas vão aparecer. Quando as bolhas se rompem, elas deixam úlceras rasas muito dolorosas. Essas úlceras podem formar crostas e curar-se lentamente em 7 a 14 dias ou mais.

Outros sintomas que podem ocorrer incluem:

Uma segunda crise pode aparecer semanas ou meses depois da primeira. Essa crise é quase sempre menos grave e de menor duração que a primeira. Com o tempo, o número de crises pode diminuir.

Sinais e exames

Podem ser feitos exames nas lesões ou bolhas da pele para diagnosticar o herpes. Esses exames normalmente são feitos quando alguém tem a primeira crise ou quando uma mulher grávida apresenta sintomas de herpes genital.

Especialistas não recomendam a triagem para HSV-1 e HSV-2 em adolescentes como rotina, ou em adultos sem sintomas, incluindo mulheres grávidas.

Tratamento

O herpes genital não pode ser curado. Medicamentos que combatem vírus (como o aciclovir ou o valaciclovir) poderão ser prescritos pelo seu médico.

Mulheres grávidas podem receber tratamento contra herpes durante o último mês de gestação para diminuir as chances de ter uma crise no momento do parto. Se houver uma crise no momento do parto, será recomendada uma cesariana para diminuir a possibilidade de infecção do bebê.

Siga as recomendações do seu médico sobre cuidados sintomas de herpes em casa.

Grupos de apoio

Você pode aliviar o estresse da doença ao frequentar um grupo de apoio. Compartilhar com outras pessoas que têm experiências e problemas em comum poderá ajudá-lo a não se sentir sozinho.

Expectativas (prognóstico)

Uma vez que você é infectado, o vírus permanece em seu corpo para o resto da vida. Algumas pessoas têm somente uma crise. Outras têm crises frequentes, desencadeadas por fadiga, doença, menstruação ou estresse.

Complicações

Mulheres grávidas com uma infecção ativa de herpes em seus genitais ou no canal de parto, podem transmitir a infecção ao bebê durante o nascimento. O herpes pode causar uma infecção cerebral em recém-nascidos. É importante relatar ao seu médico se você teve lesões de herpes no passado, permitindo que medidas de prevenção sejam tomadas.

Algumas pessoas podem desenvolver infecções muito graves por herpes que abrangem o cérebro, os olhos, o esôfago, o fígado, a medula espinhal ou os pulmões. Essas complicações normalmente se desenvolvem em pessoas com um sistema imunológico enfraquecido devido ao HIV ou uso de algumas medicações.

Quando contatar um profissional de saúde

Marque uma consulta com seu médico se você tiver algum sintoma de herpes genital ou se tiver febre, dor de cabeça, vômitos ou outros sintomas durante ou após uma crise de herpes.

Prevenção

Informe ao seu parceiro se você tiver herpes genital, mesmo que não tenha sintomas.

O preservativo é a melhor maneira de se proteger contra o herpes genital durante a atividade.

Referências

Habif TP. Sexually transmitted viral infetions. In: Habif TP, ed. Clinical Dermatology. 6th ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2016:chap 11.

Palmore TN, Henderson DK. Nosocomial herpesvirus infections. In: Bennett JE, Dolin R, Blaser MJ, eds. Mandell, Douglas, and Bennett's Principles and Practice of Infectious Diseases, Updated Edition. 8th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2015:chap 308.

Schiffer JT, Corey L. Herpes simplex virus. In: Mandell GL, Bennett JE, Dolin R, eds. Mandell, Douglas, and Bennett's Principles and Practice of Infectious Disease, Updated Edition. 8th ed. Elsevier Saunders; 2015:chap 138.

US Preventive Services Task Force, Bibbins-Domingo K, Grossman DC, et al. Serologic screening for genital herpes infection: US Preventive Services Task Force recommendation statement. JAMA;316(23):2525-2530. PMID: 27997659 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27997659.

Whitley RJ. Herpes simplex virus infections. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman-Cecil Medicine. 25th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 374.

Workowski KA, Bolan GA; Centers for Disease Control and Prevention. Sexually transmitted diseases treatment guidelines, 2015. MMWR Recomm Rep. 2015;64(RR-03):1-137. PMID: 26042815 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26042815.


Data da revisão: 8/26/2017
Revisão feita por: Peter J. Chen, MD, FACOG, Associate Professor of OBGYN at Cooper Medical School at Rowan University, Camden, NJ. Review provided by VeriMed Healthcare Network. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com