Apneia obstrutiva do sono - adultos

Definição

A apneia obstrutiva do sono é uma doença na qual ocorrem pausas na respiração durante o sono porque há bloqueio ou estreitamento das vias aéreas.

Nomes alternativos

Apneia do sono - obstrutiva; Apneia - síndrome da apneia obstrutiva do sono; Distúrbio respiratório do sono

Causas

Todos os músculos do corpo ficam mais relaxados durante o sono. Isso inclui os músculos que ajudam a manter as vias respiratórias abertas e permitem o fluxo do ar para os pulmões.

Geralmente, a faringe permanece aberta o bastante para permitir a passagem do ar. Entretanto, em algumas pessoas, essa região da garganta é mais estreita. Quando os músculos da faringe relaxam durante o sono, a respiração pode ser interrompida por um período. Isso é chamado de apneia.

O ronco em pessoas com apneia obstrutiva do sono é causado pelo ar que tenta passar pela via aérea estreitada ou bloqueada. No entanto, nem todas as pessoas que roncam têm apneia do sono. Outros fatores podem aumentar o risco:

Dormir de bruços também aumenta os episódios de apneia do sono.

A apneia do sono central é outro distúrbio do sono durante o qual a respiração pode parar. Ela ocorre quando o cérebro para temporariamente de enviar sinais para os músculos que controlam a respiração.

Sintomas

Uma pessoa com apneia obstrutiva do sono normalmente começa a roncar profundamente logo após adormecer.

Normalmente, uma pessoa com apneia obstrutiva do sono não sabe que tem episódios de apneia durante a noite. Geralmente, seus familiares presenciam o ronco e os episódios de apneia. O ronco pode ser tão alto que pessoas em um outro quarto poderá ouvi-lo. Os pacientes podem acordar com falta de ar. Pessoas com apneia do sono podem:

Problemas que podem ocorrer com essa doença incluem:

Sinais e testes

O médico realizará um exame físico e um histórico médico completos, que envolverá examinar cuidadosamente sua boca, pescoço e garganta. Talvez você precise responder um questionário sobre a sua sonolência diurna, qualidade do sono e hábitos noturnos.

Um estudo do sono (polissonografia) é usado para confirmar a apneia obstrutiva do sono.

Outros exames que podem ser realizados incluem:

Tratamento

O objetivo é manter as vias respiratórias abertas para que a respiração não seja interrompida durante o sono.

As seguintes mudanças no estilo de vida podem aliviar os sintomas da apneia do sono em pessoas com sintomas leves:

Atualmente, o CPAP (máscara para pressão positiva contínua na via aérea) é considerado o tratamento padrão para a apneia obstrutiva do sono na maioria das pessoas.

Muitos pacientes não toleram o tratamento com CPAP. Um bom apoio e acompanhamento de um centro de estudos do sono pode, normalmente, ajudar a superar qualquer problema com a utilização do CPAP.

Alguns pacientes precisam usar aparelhos odontológicos na boca durante a noite para manter a mandíbula posicionada mais para frente.

Outros tratamentos estão disponíveis, mas existe menos evidência de que eles são eficazes. Converse com um médico especialista antes de tentar qualquer tratamento.

A cirurgia pode ser uma opção em alguns casos. Ela é geralmente reservada como último recurso, caso outros tratamentos não funcionarem e os sintomas forem graves. A cirurgia pode envolver:

A cirurgia pode não curar completamente a apneia do sono e pode causar efeitos colaterais no longo prazo.

Expectativas (prognóstico)

Se não tratada, a apneia do sono poderá causar:

Em razão da sonolência diurna, as pessoas com apneia do sono apresentam um risco maior de:

Com tratamento, os sintomas da apneia do sono devem ser completamente corrigidos.

Complicações

A apneia obstrutiva do sono não tratada pode causar ou piorar uma doença cardiovascular, como:

Quando contatar um profissional de saúde

Ligue para seu médico se:

Referências

Greenberg H, Lakticova V, Scharf SM. Obstructive sleep apnea: clinical features, evaluation, and principles of management. In: Kryger M, Roth T, Dement WC, eds. Principles and Practice of Sleep Medicine. 6th ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2017:chap 114.

Kapur VK, Auckley DH, Chowdhuri S, et al. Clinical practice guideline for diagnostic testing for adult obstructive sleep apnea: an American Academy of Sleep Medicine clinical practice guideline. J Clin Sleep Med. 2017;13(3):479-504. PMID 28162150 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28162150.

Kimoff RJ. Obstructive sleep apnea. In: Broaddus VC, Mason RJ, Ernst JD, et al, eds. Murray and Nadel's Textbook of Respiratory Medicine. 6th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 88.

Somers VK. Sleep apnea and cardiovascular disease. In: Mann DL, Zipes DP, Libby P, Bonow RO, Braunwald E, eds. Braunwald's Heart Disease: A Textbook of Cardiovascular Medicine. 10th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2015:chap 75.


Data da revisão: 7/28/2017
Revisão feita por: Allen J. Blaivas, DO, Division of Pulmonary, Critical Care, and Sleep Medicine, VA New Jersey Health Care System, Clinical Assistant Professor, Rutger's New Jersey Medical School, East Orange, NJ. Review provided by VeriMed Healthcare Network. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com