Sepse

Definição

A sepse é uma doença na qual o corpo tem uma resposta inflamatória grave a bactérias ou outros organismos.

Nomes alternativos

Septicemia; Sépsis; Síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SRIS); Choque séptico

Causas

Os sintomas da sepse não são causados pelos organismos invasores, mas por substâncias químicas liberadas pelo próprio organismo em resposta à infecção.

Uma infecção bacteriana em qualquer parte do corpo pode desencadear uma resposta que leva à sepse. Locais comuns onde a infecção pode começar incluem:

Em pacientes hospitalizados, locais comuns de infecção incluem acessos venosos, feridas cirúrgicas, drenos cirúrgicos e lesões cutâneas chamadas escaras (úlceras de pressão).

A sepse afeta mais comumente bebês e idosos.

Sintomas

Na sepse, a pressão arterial cai, provocando choque. Os principais órgãos e sistemas do corpo, incluindo rins, fígado, pulmões e sistema nervoso central, podem deixar de funcionar corretamente devido ao fluxo sanguíneo insuficiente.

Uma alteração no estado mental e a hiperventilação podem ser os primeiros sinais de sepse.

Em geral, os sintomas de sepse podem incluir:

Sinais e exames

O médico irá examinar o paciente e perguntar sobre seus antecedentes médicos.

A infecção é geralmente confirmada por um exame de sangue. Entretanto, o exame de sangue pode não mostrar infecção em pessoas que estiverem recebendo antibióticos. Algumas infecções que causam sepse não podem ser diagnosticadas através de exames de sangue.

Outros exames que podem ser feitos incluem:

Tratamento

Um paciente com sepse será internado em um hospital, geralmente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Geralmente, são administrados antibióticos pela veia (via intravenosa).

Outros tratamentos incluem:

Expectativas (prognóstico)

A sepse normalmente envolve risco de morte, sobretudo em pessoas com o sistema imunológico debilitado ou com uma doença crônica.

Danos causados pela queda no fluxo sanguíneo para órgãos vitais, como cérebro, coração e rins, podem levar tempo para melhorar. Pode haver problemas no longo prazo envolvendo esses órgãos.

Prevenção

O risco de sepse pode ser reduzido respeitando-se o calendário de vacinação.

No hospital, lavagem cuidadosa das mãos pode ajudar a prevenir infecções hospitalares que levam à sepse. A remoção imediata de cateteres urinários e de acessos venosos quando eles já não são mais necessários também previne infecções que levam à sepse.

Referências

Munford RS, Suffredini AF. Sepsis, severe sepsis, and septic shock. In: Bennett JE, Dolin R, Blaser MJ, eds. Mandell, Douglas, and Bennett's Principles and Practice of Infectious Diseases. 8th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2015:chap 75.

Shapiro NI, Zimmer GD, Barkin AZ. Sepsis syndromes. In: Marx JA, Hockberger RS, Walls RM, eds. Rosen's Emergency Medicine. 8th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2014:chap 138.

Singer M, Deutschman CS, Seymour CW, et al. The third international consensus definitions for sepsis and septic shock (sepsis-3). JAMA. 2016;315:801-810. PMID 26903338 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26903338.


Data da revisão: 7/31/2016
Revisão feita por: Jatin M. Vyas, MD, PhD, Assistant Professor in Medicine, Harvard Medical School; Assistant in Medicine, Division of Infectious Disease, Department of Medicine, Massachusetts General Hospital, Boston, MA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Isla Ogilvie, PhD, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com