Gota

Definição

A gota é um tipo de artrite que ocorre quando o ácido úrico se acumula no sangue, causando inflamação nas articulações.

A gota aguda é uma doença dolorosa que normalmente afeta uma única articulação. A gota crônica consiste em episódios repetidos de dor e inflamação que podem envolver mais de uma articulação.

Nomes alternativos

Artrite gotosa - aguda; Gota - aguda; Hiperuricemia; Gota tofácea; Tofos; Podagra; Gota - crônica; Gota crônica; Gota aguda; Artrite gotosa aguda

Causas

A gota é causada pela presença de níveis de ácido úrico mais altos do que o normal. Isso pode ocorrer se:

Quando o ácido úrico se acumula no líquido ao redor das articulações (líquido sinovial), são formados cristais de ácido úrico. Esses cristais causam inchaço e inflamação da articulação.

A causa exata é desconhecida. A gota pode ser genética. É mais comum em homens, mulheres após a menopausa e em pessoas que bebem álcool em excesso. O desenvolvimento de gota é mais comum à medida que as pessoas envelhecem.

A doença também pode se desenvolver em pessoas com:

A doença pode ocorrer depois de tomar medicamentos que interfiram com a eliminação de ácido úrico pelo organismo. Pessoas que tomam determinados medicamentos como a hidroclorotiazida e outros diuréticos podem ter níveis mais altos de ácido úrico no sangue.

Sintomas

Sintomas de gota aguda:

Depois do primeiro ataque de gota, as pessoas não apresentam sintomas. Muitos pacientes terão outro ataque nos próximos 6 a 12 meses.

Algumas pessoas podem desenvolver gota crônica. Aqueles que sofrem de artrite crônica podem desenvolver lesões e perda de movimento das articulações. Eles têm dor nas articulações e outros sintomas a maior parte do tempo.

Os tofos são caroços sob a pele ao redor das articulações ou em outros lugares como cotovelos, dedos e orelhas. Eles podem drenar material calcáreo. Geralmente, os tofos se desenvolvem somente depois que um paciente conviver por muitos anos com a doença.

Sinais e testes

Possíveis testes incluem:

O ácido úrico é considerado elevado se o resultado do exame for acima de 7 mg/dl. No entanto, nem todas as pessoas com altos níveis de ácido úrico no sangue têm gota.

Tratamento

Os medicamentos devem ser tomados o mais rápido possível se você sofrer um ataque de gota súbito.

Anti-inflamatórios não esteroidais como ibuprofeno ou indomentacina devem ser tomados quando os sintomas começarem. Entre em contato com o seu médico e siga suas orientações, incluindo dosagem. Você poderá precisar de doses mais fortes durante os primeiros dias.

O uso diário de alopurinol e probenecida diminuem os níveis de ácido úrico no seu sangue. O médico poderá prescrever esses medicamentos se:

Algumas dietas e mudanças no estilo de vida ajudam a evitar ataques de gota:

Expectativas (prognóstico)

As pessoas podem levar uma vida normal com o tratamento dos ataques agudos e a manutenção do ácido úrico abaixo de 6 mg/dL. Entretanto, a forma aguda da doença pode progredir para gota crônica se não for tratada adequadamente.

Complicações

Complicações incluem:

Quando contatar um profissional de saúde

Entre em contato com o seu médico se você apresentar sintomas de artrite gotosa aguda.

Prevenção

Talvez você não consiga evitar a gota, mas você pode evitar os desencadeadores dos sintomas. Medicamentos que diminuem os níveis de ácido úrico podem prevenir a progressão da gota.

Referências

Burns CM, Wortmann RL. Clinical features and treatment of gout. In: Firestein GS, Budd RC, Gabriel SE, McInnes IB, O'Dell JR, eds. Kelley's and Firestein's Textbook of Rheumatology. 10th ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2017:chap 95.

Edwards NL. Clinical gout. In: Hochberg MC, Silman AJ, Smolen JS, Weinblatt ME, Weisman MH, eds. Rheumatology. 6th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Mosby; 2015:chap 188.

Edwards NL. Crystal deposition diseases. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman-Cecil Medicine. 25th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 273.

FitzGerald JD, Neogi T, Choi HK. Editorial: do not let gout apathy lead to gouty arthropathy. Arthritis Rheumatol. 2017;69(3):479-482. PMID: 28002890 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28002890.

Khanna D, Fitzgerald JD, Khanna PP, et al. 2012 American College of Rheumatology guidelines for management of gout. Part 1: systematic nonpharmacologic and pharmacologic therapeutic approaches to hyperuricemia. Arthritis Care Res (Hoboken). 2012;64(10):1431-1446. PMID: 23024028 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23024028.

Khanna D, Khanna PP, Fitzgerald JD, et al. 2012 American College of Rheumatology guidelines for management of gout. Part 2: therapy and antiinflammatory prophylaxis of acute gouty arthritis. Arthritis Care Res (Hoboken). 2012;64(10):1447-1461. PMID: 23024029 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23024029.


Data da revisão: 4/24/2017
Revisão feita por: Gordon A. Starkebaum, MD, Professor of Medicine, Division of Rheumatology, University of Washington School of Medicine, Seattle, WA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com