Pólipos colorretais

Definição

Um pólipo colorretal é um crescimento que se projeta do revestimento interno do cólon ou do reto.

Nomes alternativos

Pólipos intestinais; Pólipos - colorretais; Pólipos adenomatosos; Pólipos hiperplásicos; Adenomas vilosos; Pólipos precancerosos; Câncer de colon - pólipos; Sangramento - pólipos colorretais

Causas

Pólipos do cólon e do reto geralmente são benignos, o que significa que eles não são câncer e não se espalham. Pode haver um único ou vários pólipos e eles se tornam mais comuns à medida que as pessoas envelhecem. Há vários tipos de pólipos.

Os pólipos adenomatosos são comuns. Eles são crescimentos glandulares que se desenvolvem na mucosa que reveste o intestino grosso. Eles também são chamados de adenomas e são, na maioria das vezes, um dos seguintes:

Quando os adenomas tornam-se cancerosos, eles são conhecidos como adenocarcinomas. Os adenocarcinomas são cânceres que se originam nas células do tecido glandular. O adenocarcinoma é o tipo mais comum de câncer colorretal.

Outros tipos de pólipos são:

Pólipos maiores do que 1 centímetro oferecem um risco maior de câncer do que pólipos com menos de 1 centímetro. Os fatores de risco incluem:

Os pólipos também podem estar associados a alguns distúrbios herdados, incluindo:

Sintomas

Geralmente não há sintomas. No entanto, os seguintes sintomas podem ocorrer:

Sinais e testes

Seu médico fará um exame físico. Um pólipo grande poderá ser detectado durante o exame retal.

Na maioria das vezes, os pólipos são encontrados quando os seguintes testes são feitos:

Tratamento

Como os pólipos colorretais podem se transformar em câncer, eles devem ser removidos. Na maioria dos casos, os pólipos podem ser removidos durante a colonoscopia.

Em pacientes com pólipos adenomatosos, novos pólipos podem aparecer no futuro. Geralmente, é recomendável fazer uma colonoscopia depois de 1 ou 10 anos, dependendo dos seguintes fatores:

Raramente, para pólipos com um alto potencial de se tornarem cancerosos, o médico pode recomendar uma colectomia (remoção da parte do cólon que contém o pólipo).

Expectativas (prognóstico)

O prognóstico para pacientes com pólipos colorretais é excelente se os pólipos forem removidos. Os pólipos que não são removidos podem se transformar em câncer ao longo do tempo.

Quando contatar um profissional de saúde

Entre em contato com o seu médico se você apresentar:

Prevenção

Para reduzir o risco de desenvolvimento de pólipos recomenda-se:

O seu médico poderá solicitar uma colonoscopia ou outros testes de triagem:

O seu médico poderá prescrever aspirina, naproxeno, ibuprofeno ou medicamentos similares para ajudar a reduzir o risco de novos pólipos. Saiba que esses medicamentos podem ter sérios efeitos colaterais se tomados por um longo período de tempo, incluindo sangramento do estômago ou do cólon e doença cardíaca. Converse com o seu médico antes de tomar qualquer medicamento.

Referências

American Gastroenterological Association. Early detection of colorectal cancer (CRC) and adenomatous polyps clinical decision support tool. Gastroenterology. 2014;147(4):925-926. PMID: 25151575 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25151575.

Itzkowitz SH, Potack J. Colonic polyps and polyposis syndromes. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ, eds. Sleisenger and Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 10th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 126.

Lieberman DA, Rex DK, Winawer SJ, Giardiello FM, Johnson DA, Levin TR; United States Multi-Society Task Force on Colorectal Cancer. Guidelines for colonoscopy surveillance after screening and polypectomy: a consensus update by the US Multi-Society Task Force on Colorectal Cancer. Gastroenterology. 2012;143(3):844-857. PMID: 22763141 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22763141.

National Comprehensive Cancer Network. NCCN clinical practice guidelines in oncology (NCCN guidelines): colorectal cancer screening. Version 2.2016. www.nccn.org/professionals/physician_gls/pdf/colorectal_screening.pdf. Accessed February 1, 2017.


Data da revisão: 1/29/2017
Revisão feita por: Michael M. Phillips, MD, Clinical Professor of Medicine, The George Washington University School of Medicine, Washington, DC. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com