Câncer de cólon

Definição

Câncer de cólon, ou colorretal, é um câncer que começa no intestino grosso (cólon) ou no reto (fim do cólon).

Outros tipos raros de câncer podem afetar o cólon. Eles incluem linfoma, tumores carcinoides, melanoma e sarcomas. Neste artigo, câncer de cólon se refere somente a carcinoma de cólon.

Nomes alternativos

Câncer colorretal; Câncer - cólon; Câncer retal; Câncer - reto; Adenocarcinoma - cólon; Cólon - adenocarcinoma

Causas

Câncer colorretal é uma das principais causas de mortes por câncer nos Estados Unidos. No entanto, um diagnóstico precoce geralmente leva a uma cura completa.

Quase todos os cânceres de cólon começam no revestimento interno do cólon e reto. Quando os médicos falam sobre câncer colorretal, é geralmente a isso que eles se referem.

Não há causa única para câncer de cólon. Quase todos os cânceres de cólon começam como pólipos não-cancerosos (benignos), que lentamente se desenvolvem em câncer.

Você tem um risco aumentado de câncer de cólon se você:

Certas doenças genéticas também aumentam o risco de desenvolver câncer de cólon. Uma das mais comuns é chamada polipose adenomatosa familiar (FAP).

Sua dieta pode ter um papel no risco de câncer de cólon. O câncer de cólon pode estar ligado a dietas ricas em gordura e pobres em fibra, além de um consumo aumentado de carne vermelha. Contudo, alguns estudos descobriram que o risco não diminui se você trocar por uma dieta rica fibra, então essa ligação ainda não está clara.

Cigarro e bebidas alcoólicas são outros fatores de risco para câncer colorretal.

Sintomas

Muitos casos de câncer de cólon não apresentam sintomas. Se há sintomas, os seguintes podem indicar câncer de cólon:

Sinais e exames

Exames de triagem podem detectar o câncer de cólon antes de sintomas se desenvolverem, quando a chance de cura é maior.

Seu médico fará um exame físico e irá pressionar sua barriga. O exame físico raramente mostra algum problema, mas o médico pode sentir um calombo (massa) no abdome. Um exame retal pode revelar uma massa em pacientes com câncer retal, mas não câncer de cólon.

Um exame de sangue oculto nas fezes pode detectar pequenas quantidades de sangue nas fezes. Isso pode sugerir câncer de cólon. Uma sigmoidoscopia ou mais provavelmente uma colonoscopia poderá ser realizada para investigar a causa do sangramento presente nas fezes.

Apenas uma colonoscopia total pode ver o cólon por completo. Esse é o melhor teste de triagem para câncer de cólon.

Exames de sangue podem ser feitos em pessoas diagnosticadas com câncer colorretal, incluindo:

Se você for diagnosticado com câncer colorretal, mais testes serão feitos para ver se o câncer se espalhou. Isso é chamado estadiamento. Tomografia computadorizada ou ressonância magnética do abdome, pelve, tórax ou cérebro podem ser usadas para medir o estágio do câncer. Às vezes, um PET scan (tomografia por emissão de pósitrons) pode ser realizado.

Os estágios de câncer de cólon são:

Exames de sangue para detectar marcadores tumorais como o antígeno carcinoembrionário podem ajudar seu médico no acompanhamento durante e após o tratamento.

Tratamento

O tratamento depende de muitas coisas, incluindo o estágio do câncer. Tratamentos podem incluir:

CIRURGIA

Câncer de cólon em estágio 0 pode ser tratado removendo o tumor, geralmente através de uma colonoscopia. Para os estágios I, II e III, uma cirurgia mais extensa é necessária para remover a parte cancerosa do cólon. Essa cirurgia é chamada de ressecção do cólon.

QUIMIOTERAPIA

Quase todos os pacientes com câncer de cólon estágio III recebem quimioterapia após a cirurgia por 6 a 8 meses. Isso é chamado de quimioterapia adjuvante. Ainda que o tumor tenha sido removido, a quimioterapia é realizada para eliminar quaisquer células cancerosas que possam ter permanecido.

A quimioterapia é também usada para melhorar os sintomas e prolongar a sobrevida de pessoas com câncer de cólon estágio IV.

Você poderá receber um tipo ou uma combinação de diferentes medicamentos.

RADIAÇÃO

Radioterapia é usada ocasionalmente para pacientes com câncer de cólon, geralmente em combinação com quimioterapia para pacientes com câncer retal estágio III.

Para pacientes com doença estágio IV que se espalhou para o fígado, tratamentos direcionados ao fígado podem ser usados. Isso pode incluir:

TERAPIA DIRECIONADA

Este tratamento direcionado tem alvos específicos (moléculas) em células cancerígenas. Esses alvos desempenham um papel na forma como as células cancerosas crescem e sobrevivem. Usando esses alvos, a droga impossibilita as células cancerosas de se espalharem. A terapia direcionada pode ser administrada como pílula (via oral)s ou pode ser injetada em uma veia. Você pode receber esta terapia juntamente com cirurgia, quimioterapia ou radioterapia.

Grupos de apoio

Você pode aliviar o estresse da doença se juntando a um grupo de apoio para câncer de cólon. Compartilhar com outros as experiências em comum pode ajudar a sentir que não está sozinho.

Expectativa (prognóstico)

Em muitos casos o câncer de cólon é tratável quando é detectado cedo.

Como você evolui depende de muitas coisas, especialmente do estágio do câncer. Quanto tratado em estágio inicial muitos pacientes sobrevivem pelo menos 5 anos após o diagnóstico. Isso é chamado de taxa de sobrevivência de 5 anos.

Se o câncer de cólon não voltar dentro de 5 anos (se não houver recorrência), ele é considerado curado. Estágios I, II e III de câncer são considerados possivelmente curáveis. Na maioria dos casos, câncer de estágio IV não é considerado curável, embora haja exceções.

Complicações possíveis

Complicações podem incluir:

Quando contatar um profissional de saúde

Entre em contato com o seu médico se você tiver:

Prevenção

Câncer de cólon pode ser quase sempre detectado através de colonoscopia em seus estágios mais iniciais e com maior chance de cura. Praticamente todos os homens e mulheres acima de 50 anos devem fazer um exame de triagem para câncer de cólon. Pessoas com maior risco podem precisar de exames mais precocemente.

Exames de triagem para câncer de cólon podem muitas vezes detectar pólipos antes de eles se tornarem cancerosos. Remover esses pólipos pode prevenir o câncer de cólon.

Mudar sua dieta e estilo de vida é importante. Pesquisas médicas sugerem que dietas pobres em gordura e ricas em fibra podem reduzir o risco de câncer de cólon.

Alguns estudos relataram que medicamentos anti-inflamatórios não esteroidais (aspirina, ibuprofeno, naproxeno, celecoxibe) podem ajudar a reduzir o risco de câncer colorretal. No entanto, tais medicamentos podem aumentar o risco de sangramento e de problemas no coração. Seu médico pode discutir mais sobre riscos e benefícios desses medicamentos e outras maneiras de prevenir o câncer colorretal.

Referências

American Gastroenterological Association. Early detection of colorectal cancer (CRC) and adenomatous polyps clinical decision support tool. Gastroenterology. 2014;147(4):925-926. PMID: 25151575 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25151575.

Itzkowitz SH, Potack J. Colonic polyps and polyposis syndromes. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ, eds. Sleisenger and Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 10th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 126.

National Cancer Institute. Colon cancer treatment (PDQ) - health professional version. Cancer.gov Web site. www.cancer.gov/types/colorectal/hp/colon-treatment-pdq. Last modified January 20, 2017. Accessed February 2, 2017.

Van Schaeybroeck S, Lawler M, Johnston B, et al. Colorectal cancer. In: Niederhuber JE, Armitage JO, Doroshow JH, Kastan MB, Tepper JE, eds. Abeloff's Clinical Oncology. 5th ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2014:chap 77.


Data da revisão: 2/1/2017
Revisão feita por: Todd Gersten, MD, Hematology/Oncology, Florida Cancer Specialists & Research Institute, Wellington, FL. Review provided by VeriMed Healthcare Network. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, Brenda Conaway, Editorial Director, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com