Úlcera péptica

Definição

A úlcera péptica é uma ferida aberta ou uma área escoriada no revestimento interno do estômago ou do intestino.

Nomes alternativos

Úlcera - péptica; Úlcera - duodenal; Úlcera - gástrica; Úlcera duodenal; Úlcera gástrica; Dispepsia - úlceras

Causas

Normalmente, o revestimento do estômago e do intestino delgado é protegido contra os ácidos irritantes produzidos no estômago. Se há lesão do revestimento, o resultado pode ser:

A maioria das úlceras ocorre na primeira camada do revestimento interno. Um furo que passa por todo o estômago ou duodeno é chamado de perfuração. A perfuração é uma emergência médica.

A causa mais comum dessa lesão é a infecção do estômago pela bactéria chamada Helicobacter pylori (H. pylori). A maioria das pessoas com úlceras pépticas tem essas bactérias vivendo no trato gastrointestinal. Ainda assim, várias pessoas que têm essas bactérias em seus estômagos não desenvolvem úlcera.

Os seguintes fatores podem aumentar o risco para úlceras pépticas:

Uma condição rara chamada síndrome de Zollinger-Ellison causa úlceras estomacais e duodenais.

Muitas pessoas acreditam que o estresse causa úlceras. Não está claro se isso é verdade, pelo menos no que se refere ao estresse normal do dia a dia.

Sintomas

Úlceras pequenas podem não causar sintoma, enquanto outras úlceras podem causar hemorragia grave.

A dor abdominal é um sintoma comum. A dor pode ser diferente de pessoa a pessoa; algumas pessoas podem até mesmo não ter dor.

Outros sintomas incluem:

Outros sintomas possíveis incluem:

Sinais e testes

Para diagnosticar uma úlcera, você pode precisar de um exame chamado endoscopia digestiva alta.

A endoscopia alta é feita na maioria dos pacientes com suspeita de úlcera péptica ou se você:

Teste para H. pylori também poderá ser feito.

Outros testes incluem:

Ocasionalmente, você poderá precisar de um estudo contrastado do trato gastrointestinal superior. Uma série de raios-X são realizados após você beber uma solução contrastada contendo bário. Este procedimento não requer sedação.

Tratamento

Para que sua úlcera seja curada e para reduzir a chance de ela voltar, medicamentos poderão ser prescritos para:

Tome todos os medicamentos exatamente como prescritos. Seu médico poderá ainda recomendar mudanças no seu estilo de vida.

Se tiver uma úlcera péptica com uma infecção por H. pylori, o tratamento padrão usa diferentes combinações dos seguintes medicamentos por 7 a 14 dias:

Se você tiver uma úlcera sem uma infecção por H. pylori ou uma que for causada por tomar aspirina ou outros medicamentos anti-inflamatórios, seu médico provavelmente prescreverá um inibidor da bomba de prótons por 8 semanas.

Também pode ser prescrito esse tipo de medicamento regularmente se você precisar continuar tomando aspirina ou outro anti-inflamatório por outras condições de saúde.

Outros medicamentos que podem ser usados para úlcera são:

Se uma úlcera péptica sangrar muito, uma endoscopia digestiva alta pode ser necessária para parar o sangramento. Os métodos utilizados para parar o sangramento incluem:

Cirurgia pode ser necessária se:

Expectativas (prognóstico)

As úlceras pépticas tendem a voltar se não forem tratadas. Se seguir as instruções de tratamento do seu médico e tomar todos os seus medicamentos conforme prescritos, a infecção por H. pylori será curada e você terá muito menos probabilidade de ter outra úlcera.

Complicações

Possíveis complicações incluem:

Quando contatar um profissional de saúde

Procure tratamento emergencial se você:

Entre em contato com o seu médico se:

Prevenção

Evite aspirina, ibuprofeno, naproxeno e outros medicamentos anti-inflamatórios. Acetaminofeno pode ser uma melhor opção. Se precisar tomar esses medicamentos, primeiro converse com o seu médico. Nunca tome medicamentos sem antes consultar o seu médico. Seu médico pode:

As seguintes alterações no estilo de vida podem ajudar a prevenir úlceras pépticas:

Referências

Chan FKL, Lau JYW. Peptic ulcer disease. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ, eds. Sleisenger and Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 10th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 53.

Kuipers EJ, Blaser MJ. Acid peptic disease. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman's Cecil Medicine. 25th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 139.

Laine L, Jensen DM. Management of patients with ulcer bleeding. Am J Gastroenterol. 2012;107(3):345-360. PMID: 22310222 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22310222.

Morgan DR, Crowe SE. Helicobacter pylori infection. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ, eds. Sleisenger and Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 10th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 51.


Data da revisão: 1/28/2016
Revisão feita por: Subodh K. Lal, MD, gastroenterologist with Gastrointestinal Specialists of Georgia, Austell, GA. Review provided by VeriMed Healthcare Network. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Isla Ogilvie, PhD, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com