Ataque cardíaco

Definição

A maioria dos casos de ataque cardíaco é causada por um coágulo de sangue que bloqueia uma das artérias coronárias. As artérias coronárias fornecem sangue e oxigênio para o coração. Se o fluxo de sangue está bloqueado, o coração fica sem oxigênio e as células cardíacas morrem.

O termo médico para ataque cardíaco é infarto agudo do miocárdio.

Nomes alternativos

Infarto do miocárdio; IM; Infarto agudo do miocárdio; Infarto do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST; Infarto do miocárdio sem supradesnivelamento do segmento ST; Doença coronariana - ataque cardíaco

Causas

Uma substância chamada placa pode se acumular nas paredes de suas artérias coronárias. A placa é constituída de colesterol e células.

Um ataque cardíaco pode ocorrer quando:

Em ambos os casos, não há fluxo sanguíneo suficiente para o músculo cardíaco, ocasionando morte do tecido cardíaco.

A causa de ataques cardíacos nem sempre é conhecida.

Eles podem ocorrer:

Muitos fatores de risco podem levar ao acúmulo de placa e ataque cardíaco.

Sintomas

O ataque cardíaco é uma emergência médica. Se você apresentar sintomas de ataque cardíaco, ligue para o número de emergência local (como 192) imediatamente.

A dor no peito é o sintoma mais comum de um ataque cardíaco. Você pode sentir dor em apenas uma parte do seu corpo, ou ela pode se irradiar do tórax para os braços, ombros, pescoço, dentes, mandíbula, área do abdome ou costas.

A dor pode ser forte ou branda. Ela é descrita como:

A dor geralmente dura mais que 20 minutos. Repouso e um medicamento que relaxa os vasos sanguíneos (chamado nitroglicerina) podem não aliviar completamente a dor de um ataque cardíaco. Os sintomas também podem passar e voltar.

Outros sintomas de um ataque cardíaco incluem:

Algumas pessoas (idosos, diabéticos e mulheres) podem sentir pouca ou nenhuma dor no peito. Eles podem ainda ter sintomas pouco comuns, como falta de ar, cansaço ou fraqueza. Uma ataque cardíaco silencioso é um ataque cardíaco que não apresenta sintomas.

Sinais e testes

Um médico realizará um exame físico e auscultará seu tórax com um estetoscópio.

Um eletrocardiograma (ECG) poderá ser realizado para investigar danos cardíacos. Na maioria das vezes, o ataque cardíaco causará mudanças características do ECG. No entanto, tais mudanças podem não estar presentes, mesmo que outros testes indiquem que você teve um ataque cardíaco. Isso é chamado infarto do miocárdio sem supradesnivelamento do segmento ST.

Um exame de sangue pode mostrar se você teve danos no tecido cardíaco. Este teste pode confirmar que você está tendo um ataque cardíaco. Você provavelmente realizará este teste 3 vezes ao longo das primeiras 6 a 12 horas.

A angiografia coronária pode ser feita imediatamente ou quando você estiver mais estável.

Outros exames para observar o seu coração que podem ser realizados enquanto você estiver no hospital:

Tratamento

TRATAMENTOS DE EMERGÊNCIA

PROCEDIMENTOS DE EMERGÊNCIA

A angioplastia é um procedimento para abrir vasos sanguíneos estreitados ou bloqueados que fornecem sangue ao coração.

Você pode receber medicamentos para dissolver o coágulo (terapia trombolítica). Idealmente, esses medicamentos devem ser administrados logo após o início dos sintomas, geralmente até no máximo 12 horas após, e dentro de 30 minutos após a chegada ao hospital.

Alguns pacientes também podem ser submetidos à cirurgia de bypass cardíaco para abrir os vasos sanguíneos bloqueados ou estreitados que fornecem sangue ao coração. Esse procedimento também é chamado de cirurgia de revascularização miocárdica ou cirurgia aberta do coração.

APÓS UM ATAQUE CARDÍACO

Depois de vários dias, você terá alta do hospital.

Você provavelmente precisará tomar medicamentos, alguns para o resto da sua vida. Sempre converse com o seu médico antes de interromper ou mudar a forma como você toma qualquer medicamento. Parar certos medicamentos pode ser fatal.

Enquanto estiver sob o cuidado de sua equipe de cuidados de saúde, você aprenderá:

Emoções fortes são comuns após um ataque cardíaco.

Todos esses sentimentos são normais. Eles desaparecem para a maioria das pessoas após 2 ou 3 semanas.

Você também pode se sentir cansado quando você sai do hospital para ir para casa.

A maioria das pessoas que tiveram um ataque cardíaco participa de um programa de reabilitação cardíaca.

Grupos de apoio

Participar de grupos de apoio para pessoas com doenças cardíacas pode ser benéfico para muitas pessoas que sofreram um ataque cardíaco.

Expectativas (prognóstico)

Após um ataque cardíaco, suas chances de sofrer outro é maior.

O seu prognóstico após um ataque cardíaco dependerá de vários fatores, como:

Se o coração não estiver conseguindo bombear mais o sangue por seu corpo da mesma forma que costumava, você poderá ter insuficiência cardíaca. Ritmos cardíacos anormais podem ocorrer, podendo colocar a vida em risco.

Geralmente, uma pessoa que teve um ataque cardíaco pode voltar lentamente às atividades normais, inclusive à atividade sexual. Converse com o seu médico sobre a quantidade de atividade física adequada para você.

Referências

Amsterdam EA, Wenger NK, Brindis RG, et al. 2014 AHA/ACC guideline for the management of patients with non-ST-elevation acute coronary syndromes: a report of the American College of Cardiology/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines. J Am Coll Cardiol. 2014;64(24):e139-e228. PMID: 25260718 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25260718.

Anderson JL. ST segment elevation acute myocardial infarction and complications of myocardial infarction. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman's Cecil Medicine. 25th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2016:chap 73.

O'Gara PT, Kushner FG, Ascheim DD, et al. 2013 ACCF/AHA guideline for the management of ST-elevation myocardial infarction: a report of the American College of Cardiology Foundation/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines. J Am Coll Cardiol. 2013;61(4):485-510. PMID: 23256913 www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23256913.

Scirica BM, Morrow DA. ST-elevation myocardial infarction. In: Mann DL, Zipes DP, Libby P, Bonow RO, Braunwald E, eds. Braunwald's Heart Disease: A Textbook of Cardiovascular Medicine. 10th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2014:chap 51.


Data da revisão: 4/20/2015
Revisão feita por: Michael A. Chen, MD, PhD, Associate Professor of Medicine, Division of Cardiology, Harborview Medical Center, University of Washington Medical School, Seattle, WA. Internal review and update on 09/01/2016 by David Zieve, MD, MHA, Isla Ogilvie, PhD, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com